was successfully added to your cart.

O Trastorno Memetro chega ao Metro de São Paulo

O transtorno Memetro chega em São Paulo!

O aplicativo que alerta dos controles de revisores e agentes de seguridade nas redes de transporte público chega ao Metro de São Paulo. A rede social nasceu na cidade de Barcelona como ato de desobediência civil coletiva, em resposta aos reiterados aumentos das tarifas do transporte público.

Após o sucesso da iniciativa que incluso foi premiada pelo Governo, e reconhecida como projeto artístico, agora conta com mais de 60.000 usuários nas principais cidades da Espanha e Portugal. As pessoas que participam de esta iniciativa, podem declarar que padecem de Memetro, um tipo transtorno relacionado com o funcionamento da memoria. Neste, a pessoa afetada é incapaz de lembrar que, segundo a normativa vigente dos transportes metropolitanos, tem que validar o bilhete de transporte na entrada das instalações do metrô.

Graças a este aplicativo, a comunidade de pessoas afetadas por este curioso transtorno da memoria podem ajudar alertando dos controles para que outras pessoas afetadas pelo mesmo transtorno não acabem recebendo una dolorosa multa.

A comunidade de usuários de esta rede social tem criado sua própria linguagem em clave: os agentes de seguridade são agora “gorilas” e os revisores de bilhetes são “pernilongos”, nome metafórico que faz alusão à dor da sua “picada” (ação de marcar os bilhetes de transporte). Deste jeito, o aplicativo converte-se em um jogo em chave de terapia coletiva, sendo seu objetivo procurar o bem-estar das pessoas afetadas por este transtorno, ao mesmo tempo que é gerada uma protesta de desobediência civil.

Graças a uma campanha de crowdfunding, a associação que impulsa esta iniciativa conseguiu financiar conjuntamente o desenvolvimento do aplicativo. Um dos objetivos principais desta plataforma é a incorporação de todas aquelas cidades que começam a mostrar os primeiros casos do transtorno Memetro na população.

Após as diversas protestas acontecidas na cidade nos últimos anos (Movimento “Passe livre”), assim como devido ao malestar gerado na opinião pública pela alça na tarifa do metrô; a plataforma Memetro recebeu centos de petições solicitando a incorporação da cidade de São Paulo no aplicativo.

“Agora graças à app Memetro, qualquer pessoa que sofra este transtorno na cidade de São Paulo já pode curtir o prazer de viajar livremente e de forma segura”.

“Chega ao Metrô de São Paulo o aplicativo colaborativo que detecta controles de revisores e seguridade como protesta de desobediência civil contra o aumento do preço do transporte público.

Leave a Reply